Capitais ainda debatem antenas

O cenário preocupa porque o 5G vai exigir uma quantidade cinco vezes maior de antenas que a da tecnologia 4G – estima-se 103 mil o parque de antenas para o 4G no país, boa parte delas instaladas nas capitais -, revela Luciano Stutz, porta-voz do Movimento ANTENE-SE e presidente da Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel).


Confira a matéria completa em: https://valor.globo.com/publicacoes/suplementos/noticia/2022/05/30/capitais-ainda-debatem-antenas.ghtml

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram