Carta Aberta à Sociedade

“O Brasil ainda tem milhões de pessoas que não estão totalmente conectadas à internet. Por causa disso, vê piorarem seus índices de desenvolvimento humano, de produtividade e de inovação. Saiba o que é preciso fazer para mudar essa situação e engaje-se no Movimento ANTENE-SE”.

Estudo mostra desigualdade na distribuição de infraestruturas de telecomunicação na cidade de São Paulo

Cadastre-se

Faça o cadastro para receber todas as novidades sobre o movimento.

04/05/2021

Valor Econômico - Sem internet, favela vive ‘Estado mínimo’ profundo na pandemia, aponta Instituto Locomotiva

O presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, reafirmou nesta terça-feira (4) que a favela é o lugar no Brasil onde o “Estado é mínimo”, pela falta de acesso dos moradores a serviços básicos — uma provocação à corrente do pensamento liberal…

04/05/2021

Poder360 - ‘Governo digital’ depende de reforço na infraestrutura, escreve Daniel Annemberg

A Prefeitura de São Paulo mantém atualmente 130 telecentros. São espaços onde as pessoas navegam pela internet, consultam e-mails e realizam tarefas on-line. Parece anacrônico? Foi exatamente o que pensei ao assumir a Secretaria de Inovação e Tecnologia do município, no começo de 2017…

04/05/2021

SP1 - Extremos das zonas Sul e Leste de SP têm as piores conexões de internet, diz estudo

Em Iguatemi, na Zona Leste, quantidade de moradores usando a mesma uma mesma torre é quase 11 vezes acima do ideal…

03/05/2021

Jornal da Band - Isolados na cidade: falta sinal de telefone nas periferias

02/05/2021

Teletime - Números do mercado | O desafio do espectro

Este podcast traz as principais notícias do dia na Newsletter TELETIME News. Um jeito se de manter informado sem perder tempo…

29/04/21

Teletime - Movimento Antene-se quer mostrar importância das antenas para o avanço da conectividade

A proposta do movimento é difundir a ideia de que a infraestrutura de antenas é parte fundamental para o desenvolvimento econômico e social por ser viabilizadora da conectividade, para “engajar a sociedade na reflexão sobre o futuro digital”.

08/04/2021

Tele.Síntese - Empresas de infraestrutura otimistas com decisões do STF

“Pelo menos 12 decisões recentes tomadas pelo Supremo Tribunal Federal trouxeram ânimo às empresas de infraestrutura de telecomunicações. Desde 2020, a Corte tem julgado em desfavor de prefeituras e estados que criaram leis capazes de restringir a implantação de torres e antenas….”

28/03/2021

Consultor Jurídico - Legislação sobre instalação de antenas representa um entrave para o 5G no país

“A legislação sobre telecomunicações é de competência da União. Contudo, municípios e estados têm normas conflitantes com o regramento federal. Esse nó jurídico pode afetar diretamente a implementação da tecnologia 5G no país…”

11/03/2021

Broadcast Estadão - Torres para montar rede 5G vão requerer investimento de R$ 6 bi em 5 anos

“A preparação da infraestrutura para acomodar as antenas para a internet móvel de quinta geração (5G) demandará investimentos da ordem de R$ 6 bilhões, de acordo com a Luciano Stutz, Presidente da Associação Brasileira de Infraestrutura de Telecomunicações (Abrintel)…”

02/03/2021

VEJA - STF julga lei de antenas de SP inconstitucional e abre espaço para 5G

“Uma decisão do Supremo Tribunal Federal publicada ontem julgou inconstitucional a Lei de Antenas de São Paulo. A lei paulistana 13.756/2.004 impõe diversas restrições que acabariam por limitar a instalação de infraestrutura de telecomunicações na cidade – hoje há incontáveis pedidos de licenciamentos pendentes de aprovação…”

12/02/2021

Consultor Jurídico - O Supremo e a conectividade: impacto da Lei de Antenas na cidade de São Paulo

“Hoje, cerca de 70 milhões de pessoas no país têm acesso precário à internet ou não têm nenhum acesso. Uma das razões para isso é a desigualdade com que as antenas se distribuem pela cidade…”

10/02/2021

Jota - Conectividade, um ativo estratégico para o Brasil

“Ao longo dos últimos meses, os efeitos do distanciamento social causado pela Covid-19 foram mitigados, para muitos brasileiros, pelo acesso ao trabalho remoto, às aulas virtuais, ao comércio eletrônico. Entretanto, outros 70 milhões de cidadãos não puderam contar com essa alternativa. Eles têm conexão precária com as redes de comunicação, ou simplesmente não estão conectados…”

PARCEIROS